segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Um dos protagonistas da novela “I Love Paraisópolis”, Caio Castro passou por uma situação incomum durante o “Domingão do Faustão”. Destinado a homenageá-lo, o quadro “Arquivo Confidencial” acabou deixando o ator chateado.


A atração mostrou a ajuda que o ator deu a uma menina doente, de origem humilde, cujo sonho era conhecê-lo. Enquanto o público ouvia depoimentos dos pais da jovem e via imagens de Juliane muito debilitada, Castro disse algo a Faustão e mostrou estar muito abalado. Encerrado o VT, o apresentador informou que a garota havia morrido dias antes, mas que a história foi veiculada a pedido dos pais.


Juliane morava em Rondônia e tinha como sonho a realização da festa de 15 anos. Poucos meses antes do aniversário, no entanto, a jovem descobriu que estava com câncer. Ficou desanimada e desistiu da festa. Caio Castro soube da história, entrou em contato e se ofereceu para ir até o Norte do Brasil dançar a valsa com ela.


Foi um momento de apelação exagerada, que claramente poderia ter sido evitado. O programa não tinha a obrigação de exibir a situação mesmo que a pedido dos pais da jovem.



[embed]http://voddownload.globo.com/v0/f3/49/c0/4398029_c0af64ff7c914a9617cf7390f3f10b9631f563c7/4398029-web360.mp4[/embed]

Antes, o Grego de “I Love Paraisópolis” passou por outra “saia justa” ao ouvir o depoimento de uma ex-professora. Muito sincera, ela disse que Castro era mau aluno (dormia em aula e cometia “erros de português grotescos´´) e que teve sorte de fazer sucesso como ator, “porque na escola não vai dar, não´´. “O dez que eu tirei ela não lembra´´, resmungou o ator ao final do depoimento da mestra.


Fonte: Uol

União FM

Facebook

Brasileiro (A)

Carregando...
Brasileirão

Tempo

Receba Noticias