Blog Joceilton Gomes: Edivaldo Júnior repete em plano de governo promessas de 2012 não cumpridas
sexta-feira, 26 de agosto de 2016

O prefeito de São Luís e candidato a reeleição pela coligação “Pra Seguir em Frente”, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), propõe em seu plano de governo, apresentado à Justiça Eleitoral na semana passada, promessas de campanhas feitas nas eleições de 2012, mas até hoje, quatro anos depois, não cumpridas por sua própria administração.


Entre as promessas não cumpridas pelo pedetista, e desavergonhadamente repetidas nas eleições de 2016, chama a atenção as para a área de mobilidade urbana.


Após quatro anos de engarrafamentos, falta de vias alternativas no trânsito, ônibus velhos e sucateados e paradas com goteiras — quando existem paradas —, Edivaldo propõe “realizar modificações geométricas nos cruzamentos para dar fluidez ao tráfego de veículos”; “renovar e modernizar a frota de transporte coletivo”; “expandir o número de abrigos em paradas de ônibus” e “desenvolver o novo corredor de transportes urbanos (BRT) Centro-Cohab”.


Parece até piada, mas, mesmo sem ter construído nenhuma das 25 creches prometidas na eleição passada e reformado algumas apenas por força de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado com o Ministro Público do Maranhão, Edivaldo promete também que “construirá escolas na zona urbana e rural de São Luís” e que “efetuará a manutenção e reformas em todas as unidades escolares da rede municipal pública de ensino”. Ainda na educação, apesar das greves de mais de 100 dias dos professores durante sua gestão, fora as paralisações, Edivaldo se compromete também a “manter a integralidade do calendário escolar” e “investir no processo de formação continuada e capacitação profissional dos docentes”.


De novidades, o pedetista propõe ações que não são de sua competência direta, mas projetos ou programas bancadas com recursos do governo federal. Entre essas propostas, por exemplo, está a de “intensificar as ações programa Minha Casa, Minha Vida”; e “garantir o acesso a jovens ao ensino técnico por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego”, o Pronatec. Até o “Programa de Revitalização do Centro Histórico de São Luís”, projeto previsto no PAC Cidades Históricas, é proposto por Edivaldo Júnior em seu plano de governo como ação de sua administração.


Preconceito


Logo no início do documento, inclusive, o Edivaldo Holanda Júnior peca de forma preconceituosa com a população do interior do estado ao justificar o descaso do poder público municipal com a saúde, moradia, mobilidade, trabalho e educação e outros setores não seriam devido a sua má administração. Segundo alega Edivaldo, o aumento da violência e da demanda em todos os serviços públicos é culpa da migração da população do interior para a capital.


“São Luís arrasta problemas estruturais há decênios e até séculos. A ocupação urbana irregular é fruto,principalmente, de um processo histórico e constante de migração do interior do Estado que contribui para o aumento da violência e pelo aumento de demandas em todos os serviços públicos: saúde, moradia, mobilidade, trabalho e educação, além produzir graves agressões ao meio ambiente”, diz o trecho do documento.

0 comentários:

Postar um comentário

União FM

Facebook

Horóscopo

Cotação do Dolar

Boletim de Noticias

Brasileirão (A)

Carregando...
Brasileirão

Publicidade

Publicidade

Postagens mais visitadas