Faleceu hoje, pela manhã, 26 de setembro, o mototaxista, Adalberto, 51 anos, casado, pai de 02 (duas) filhas, que foi atropelado no dia 06 de setembro desse ano, no centro de São Luís, pelo veiculo que estava sendo conduzida pela candidata a prefeita de Raposa, Talita Laci.

O mototaxista estava internado na UTI do Hospital Geral desde o dia do acidente, em estado gravíssimo, vindo a falecer hoje, 26 de setembro, em decorrência do agravamento das lesões sofridas no acidente de trânsito.

Com a morte do mototaxista, deve ser instaurado Inquérito Policial na Delegacia de Acidente de Trânsito (DAT), que deverá indiciar á candidata a Prefeita do Município de Raposa Talita Laci pelos crimes de homicídio culposo e omissão de socorro, cujas penas somadas são de detenção de 03 (três) a 05 (cinco) anos, multa e suspensão do direito de dirigir por 02 (dois) anos.

No dia do acidente, Talita Laci não assumiu qualquer responsabilidade pela autoria do crime, evadindo-se rapidamente do local e tentando a todo custo abafar o caso, com o claro objetivo de não ser responsabilizada pelo crime. Além da ação penal, Talita Laci deve ser processada por danos morais pelos familiares da vítima, que não tiveram qualquer assistência da candidata a prefeita, desde o dia do acidente de trânsito.

O que causa perplexidade é o comportamento de Talita Laci, que nunca se manifestou sobre o acidente. Além do mais, quando o fato é noticiado, os seus cabos eleitorais negam veementemente o envolvimento da candidata à prefeita, apesar dos vídeos divulgados comprovando o envolvimento dela no acidente com vítima fatal. Ressalte-se, ainda, que os familiares têm vídeos e fotos do caso, que deverão ser usados nas ações judiciais que moverão contra Talita Laci.

Ao longo desses dias, esse blog irá divulgar mais informações sobre o caso.