Blog Joceilton Gomes: Filas e reclamações marcam agências do Maranhão após fim da greve
sexta-feira, 7 de outubro de 2016

A greve dos bancários no Maranhão foi encerrada em grande parte das agências de bancos públicos e privados do estado, mas muitos consumidores reclamam da dificuldade no atendimento e na resolução de problemas em São Luís. O Titular do Blog circulou por algumas agências de São Luís para verificar a movimentação e a prestação de serviços.

A paralisação iniciou no último dia 06 de setembro, na capital maranhense e terminou 31 dias depois, com assembleias da categoria em São Luís e em Imperatriz. O Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA) informou que apenas as agências da Caixa Econômica Federal seguem sem funcionar normalmente, por tempo indeterminado.

Muitos clientes desconheciam a decisão que mantinha a greve nas agências da Caixa. Nas portas das agências, muitas pessoas reclamaram da situação. É o caso do tecnólogo em radiologia, Edmilson Moraes. "Vim achando que ia conseguir resolver meu problema, mas aqui ainda está em greve. Desculpa, mas isso é uma falta de respeito com a população",

As longas filas também foram motivo de reclamação em algumas agências. "Meu problema ainda não consegui resolver. Além de só poder resolver com o gerente, acho que hoje não vou conseguir nada porque tem tanta gente na fila. Vou tentar vir depois", relatou um cliente.

O vigilante Bruno Gustavo também tentou ser atendido em uma agência da Caixa Econômica, mas ficou frustrado ao saber da manutenção da greve."Não consegui resolver nada aqui hoje. Isso é falta de respeito. A gente precia de dinheiro e não pode sacar. Fica difícil. Está certo que eles estão fazendo greve, reivindicando o direito deles. Mas e o nosso?", questionou Bruno.

Em um outro caso, dessa vez em uma agência do Banco do Brasil. O universitário Moisés Dias, relatou que tentou fazer um depósito no caixa eletrônico, mas não conseguiu retirar o comprovante. "O problema é que eu vim fazer um depósito. Coloquei o envelope e na hora, o comprovante não saiu. Fui falar com o atendente e ele disse que vou ter que vir aqui amanhã para receber isso", explicou Moisés.


Esta foi uma das greves que mais durou. Em São Luís, aceitação foi de 100% das agências dos bancos públicos. Nas agências da iniciativa privada, nem todas aderiram ao movimento. A paralisação começou no dia 6 de setembro e nesta quinta-feira o movimento paredista completou 31 dias. 


0 comentários:

Postar um comentário

União FM

Facebook

Horóscopo

Cotação do Dolar

Boletim de Noticias

Brasileirão (A)

Carregando...
Brasileirão

Publicidade

Publicidade

Postagens mais visitadas