A Talita Laci, em sua tsunâmica passagem pela prefeitura de Raposa, aproximadamente 03(três) meses, de fevereiro de 2015 a maio de 2015, passou como um furacão pelas contas da Prefeitura de Raposa, deixando um triste legado para os raposenses, qual seja, fortes indícios de desvios de valores na ordem de, pasme, R$ 3.602.040,01 (Três milhões, seiscentos e dois mil, quarenta reais e um centavo).

            Importante ressaltar que, somente por meio da Secretaria Municipal de Saúde, nesse curto período sob o comando da ex-alcaide Talita Laci, foram  “movimentados” das contas da Prefeitura valores na ordem de R$ 1.347.678,75 (um milhão, trezentos e quarenta mil, seiscentos e setenta e oito reais e setenta e cinco centavos). Além do mais, através da Secretaria de Administração e Planejamento, pasta que tinha como secretário o irmão da ex gestora, Leonardo Pequeno de Oliveira, as cifras também são milionárias, quais sejam, R$ 2.127.764,55 (dois milhões, cento e vinte e sete mil, setecentos e sessenta e quatro reais e cinquenta e cinco centavos). Ressalte-se ainda as movimentações suspeitas dos recursos do SAAE e da Assistência Social, no montante R$ 126.597,42 (cento e vinte seis mil, quinhentos e noventa e sete reais e quarenta e dois centavos).

Em razão dessas movimentações financeiras milionárias, sem contrapartida de serviços públicos realizados no município de Raposa nesse período, bem como sem qualquer prestação de contas na contabilidade da Prefeitura de Raposa, a ex-gestora Talita Laci responde a 04 (quatro) ações de reparação de danos ao município de Raposa,  sob os números 3522016, 3622016, 3722016 e 3822016, que tramitam na Vara Única do Termo Judiciário de Raposa.

Na contabilidade da Prefeitura de Raposa há tão somente os extratos bancários das “retiradas”  milionárias, conforme se pode depreender das movimentações financeiras abaixo discriminadas.

Nesse curto período em que esteve à frente da Prefeitura de Raposa, de fevereiro/2015 a maio/2015, Talita Laci  retirou o montante de R$ 3.602.040,01 (três milhões, seiscentos e dois mil, quarenta reais e um centavo). Mesmo com toda essa dinheirama, que foi desviada sem qualquer contrapartida de serviços públicos, tais como saúde, educação, saneamento e pavimentação, a ex-gestora deixou ainda mais um triste legado no período em que esteve à frente da prefeitura, que foi um calote milionário de três meses sem pagar os funcionários do município de Raposa.

Quem imaginava que não poderia haver nada pior que a desastrosa administração de Clodomir, equivocou-se, pois na sua curta passagem pela prefeitura de Raposa, Talita Laci deixou um verdadeiro rastro de destruição.