A falha no WhatsApp que tirou os brasileiros do WhatsApp do ar por cerca de uma hora e meia na tarde da última quarta-feira afetou usuários do mundo inteiro, não foi causada em razão de uma decisão judicial, e já foi corrigida. As informações são da empresa, que pediu desculpas pelos inconvenientes causados.

O WhatsApp não divulgou qual foi o tipo de problema técnico, nem quantos usuários foram afetados no total. O aplicativo tem cerca de 100 milhões de usuários no Brasil, segundo a empresa.

No ano passado, o serviço foi interrompido em todo o país durante algumas horas, em maio e em julho. Em ambos os casos, a Justiça determinou que as empresas de telecomunicação bloqueassem o acesso aos servidores do aplicativo porque o WhatsApp não teria fornecido dados sobre investigados por crimes.

Sobre eventuais prejuízos causados pela falha, o Procon-SP diz que é preciso que ele tenha ocorrido em uma relação de consumo (por exemplo, venda de um produto), e que o único canal de contato entre o fornecedor e o consumidor fosse o aplicativo, para que o órgão possa atender o caso.