BARÃO DE GRAJAÚ/MA – Os mandatos do prefeito de Barão de Grajaú, Gleydson Resende da Silva (PCdoB) e do vice-prefeito José Augusto Alves da Silva (PTB), foram cassados pelo juiz da 21ª Zona Eleitoral, David Mourão Guimarães de Morais Meneses. 

Segundo a ação, proposta pela Coligação “Barão em Primeiro Lugar” (PMDB, PP, PSL, PROS, PSD e PRTB), os mandatos dos políticos foram alcançados com a interferência do abuso do poder econômico e captação ilícita de votos. 

O juiz eleitoral convocou também nova eleição para esses cargos, cabendo ao Tribunal Regional Eleitoral, a designação da data para o pleito.

A sentença informa ainda que Gleydson Resende e Zé Augusto, como são conhecidos, também ficarão inelegíveis por oito anos, contados da eleição anulada, caso a decisão seja mantida por instância superior ou transitada em julgado.

Em despacho publicado na última quarta-feira (28), o magistrado observou, no entanto, que, em razão da necessidade de  manutenção dos serviços públicos à população, o prefeito e vice cassados poderão continuar exercendo seus mandatos até a confirmação por órgão colegiado ou trânsito em julgado da sentença, conforme determina a legislação eleitoral.

Coitada da raposa agora?