quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

No desespero de atingir a qualquer custo o prefeito Luis Fernando e sofrendo de uma dor de cotovelo incurável só porque o município de São José de Ribamar voltou a aparecer na mídia nacional e internacional de forma positiva, um ex-secretário adjunto da era cupiniana, e candidato a vereador derrotado na última eleição, assumiu publicamente o desastre a que o município foi submetido nos seis anos do período do cupim.

“O nosso município está destruído”, disse o ex-candidato a vereador derrotado, mais conhecido pelas alcunhas de “Mula” e “Pinóquio da Chácara Brasil”, bairro onde reside.

Ninguém lúcido vai interpretar que o município foi destruído em apenas um ano do atual governo. Pelo contrário: quem visita São José de Ribamar vê a diferença em pouco mais de um ano da gestão do prefeito Luis Fernando, que trabalha diuturnamente para reconstruir o município.

Mas sim, pelo menos numa coisa ele tem razão: há muito o que fazer após a avalanche cupiniana. É notória a destruição do município de Ribamar nos seis anos da época do cupim, quando ruas, sem manutenção, foram destruídas, escolas invadidas pela marginalidade, administração endividada assustadoramente e o sistema de água e esgoto entregue para a famigerada Odebrecht, decisão que inclusive resultou numa ação do Ministério Público de quase meio R$ bilhão de reais na qual o ex-prefeito Gil Cutrim e seu comparsa Josemar Sobreiro, de Paço do Lumiar, são os principais réus.

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Horóscopo

Cotação do Dolar

Boletim de Noticias

Brasileirão (A)

Carregando...
Brasileirão

Publicidade

Publicidade

Postagens mais visitadas