terça-feira, 13 de março de 2018
Adversários do prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando (sem partido), tentam desviar o foco das recentes denúncias que surgiram contra o seu ex-aliado, Gil Cutrim.

Nesta semana, soltaram na cidade uma nota anunciando um inquérito do MP referente à licitação Nº 016/2014, que tinha como objeto a “contratação de empresa especializada de engenharia para executar a pavimentação asfáltica de vias urbanas nos Municípios de Pinheiro, Alcântara, Bacurituba, Bequimão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Peri Mirim, Presidente Sarney, Santa Helena, São Bento, Turilândia e Turiaçu, de interesse da Secretaria de Estado de Infraestrutura – SINFRA”.

Nessa época, a pasta era comandada pelo hoje prefeito Luis Fernando.

A vencedora da concorrência foi a Construtora Pactor, empresa ligada ao agiota Gláucio Alencar, segundo a Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor).

Ocorre que, segundo o próprio inquérito, a apresentação das propostas da licitação estava marcada para o dia 25 de março de 2014, exatamente oito dias antes de o então secretário deixar a pasta.

A conta é simples: é praticamente impossível que uma licitação seja encerrada oito dias após a apresentação das propostas.

Conclusão óbvia: mesmo que a apuração do Ministério Público aponte qualquer irregularidade no processo, é impossível que Luis Fernando seja responsabilizado.

Fonte Gilberto Leda

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook

Horóscopo

Cotação do Dolar

Boletim de Noticias

Brasileirão (A)

Carregando...
Brasileirão

Publicidade

Publicidade

Postagens mais visitadas