O ministro Luiz Edson Fachin liberou nesta quinta-feira (28) para julgamento no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) o recurso da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva contra a decisão que arquivou o pedido de liberdade do ex-presidente. 

Caberá à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, marcar a data. Com a decisão de liberar o caso para a pauta do plenário antes mesmo de parecer da PGR, Fachin tenta garantir que o pedido de liberdade de Lula seja analisado pelo plenário na volta do recesso, a fim de evitar uma decisão liminar (provisória) de outro ministro antes disso. 

O STF entra em recesso em julho e retoma as atividades em agosto. Fachin tomou a decisão de liberar o processo depois que a defesa de Lula apresentou um novo pedido de liberdade e solicitou a mudança de relator. Lula foi preso em abril, depois de ser condenado pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4) a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP). Lula se diz inocente. 

 A prisão do ex-presidente foi baseada em entendimento do STF de que a pena pode começar a ser cumprida a partir da condenação na segunda instância, como o TRF-4. 

 A defesa de Lula, no entanto, argumenta que ele tem direito de ficar livre enquanto houver possibilidades de recursos. Pedido da defesa A ação movida pela defesa, chamda de agravo regimental, precisa seguir um trâmite específico de prazos e o relator tem que ouvir a Procuradoria Geral da República antes de levar o recurso a julgamento. 

 No agravo contra a decisão de Fachin, que arquivou o pedido de liberdade, a defesa afirma que o fato de o recurso ao Supremo ter sido rejeitado pelo TRF-4 não impede a Suprema Corte de analisar o pedido para suspender os efeitos da condenação. 

 Cabe ao tribunal regional fazer admissibilidade do recurso aos tribunais superiores - no caso de Lula, só houve remessa de recurso ao Superior Tribunal de Justiça. Os advogados frisam que o recurso já foi apresentado no TRF-4 e que isso é um "fato novo". 

E destacam que Lula corre "risco de grave e irreparável lesão a um direito fundamental". Conforme a defesa, o recurso contra a condenação necessariamente terá que ser remetido pelo TRF-4 ao Supremo. 

Portanto, não há necessidade de se aguardar a chegada dele antes de analisar o efeito suspensivo da condenação. Isso porque, se o TRF-4 mantiver a decisão de não enviar ao Supremo, as regras exigem que o próprio STF avalie o cabimento do recurso contra a condenação.
Segundo informações dos bastidores, a presidente da colônia vem se comprometendo com vários pre candidatos a deputados, agora vem aquela questão a verdadeira identidade esta se concretizando mostrando-se que a mesma tem um costume de mudar de aliados com quem se muda de roupa.

Foi assim com o grupo que colocou na colônia, foi assim com os grupo politico de Ociléia Carneiro, assim com a traição que esta realizando com os Pre-Candidatos, Edson Araujo, e Cléber Verde ao anunciar que seus Pre-Candidato e o Adriano Sarney e o Wolmer Araujo Filho de Edson Araujo, que esta sendo enganado por esta senhora que pelo seu curriculum de traição mostra a verdadeira face de Andrei Sayre Coutinho.
A Prefeita de Raposa, Talita Laci e o Secretário de Infraestrutura, Fabrício de Sousa, visitaram nesta sexta-feira (22), as obras de urbanismo na área de entrada da feira dos pescadores. As ações consistem na construção de um canteiro central e instalação de um moderno sistema de iluminação pública. O trabalho está bem encaminhado e em breve será entregue a população. 

Ainda durante a visita, Talita esteve participando de uma conversa com moto-taxistas e pessoas que trabalham na região da feira dos pescadores. Na ocasião foi firmado um compromisso de reformar o prédio que abriga os trabalhadores do setor , e assim, proporcionar mais conforto a todos. 


“Estas obras de urbanização são muito esperadas pelos moradores, pescadores e consumidores que convivem diariamente nesta região. Com a conclusão da obra de iluminação e paisagismo, os comerciantes de pescados vão poder oferecer um melhor atendimento aos seus clientes aqui na feira, e a população de modo geral terá um espaço com mais dignidade e conforto”, informou a prefeita ao blog. 

Presente na visita, o secretário de infraestrutura, Fabrício de Sousa, destacou que “o serviço de paisagismo e a instalação do sistema de iluminação está bem adiantado, e nos próximos dias passará a se concentrar na reforma do posto que abriga os motos taxistas raposenses. 

Além da prefeita Talita e do secretário Fabrício, também participou da visita a secretária adjunta de educação, Maria Eltânia dos Santos.
Visita para a família VLI
Por meio do Programa Braços Abertos, os visitantes conhecem as instalações da empresa em Imperatriz


Alegria, descontração marcaram um dia mais que especial para empregados, familiares e lideranças da VLI. Foi assim mais uma edição do programa corporativo “Braços Abertos”, em que dezenas de empregados e colaboradores visitaram, acompanhados da família, as instalações da Ferrovia Norte Sul, em Imperatriz. 
Legenda: A empregada Samara e o irmão,Thaylon,nos Braços Abertos da VLI

 A VLI é uma empresa especializada em operações logísticas que integram terminais, ferrovias e portos, hoje,  responsável por alavancar o crescimento do corredor logístico Centro-Norte, uma importante fronteira de produção agrícola, que engloba os estados do Tocantins e Maranhão.

A finalidade do programa é promover uma maior integração entre os familiares e a empresa levando filhos, mães, pais, esposos e esposas para conhecerem um pouco do dia a dia da ferrovia, dos portos e dos terminais da VLI. As visitas acontecem, normalmente, aos sábados pela manhã com a participação de até 70 pessoas por visita.

Durante o Braços Abertos, duas locomotivas ficaram disponíveis para visitação e, pela primeira vez, a equipe da VLI organizou uma sala infantil reunindo  brincadeiras e lazer para a criançada fazer a festa: doces, vídeos , lápis de cera, desenhos e papéis para colorir. O analista de segurança, Augusto César Silva trouxe a esposa Simone, filha, Marina e a mãe, Deuzelina  Silva, “é muito bacana essa integração, porque facilita o entendimento, por parte do familiar, sobre a dinâmica do nosso trabalho”, avalia o analista, ao mencionar os diferenciais da atividade ferroviária, “é um trabalho muito dinâmico, com suas especificidades e que exige uma dedicação especial, porque a responsabilidade é muito grande”, completou.

A programação é intensa.  Ao chegarem na área da FNS, os visitantes são recepcionados pela equipe VLI, assistem a vídeos institucionais e de segurança, tiram dúvidas sobre a empresa e depois saem em visita pelas instalações. “Mas sempre tem novidades e é  interessante trazer os familiares”, disse a auxiliar administrativa, Samara Silva. Ela participou pela terceira vez do Programa. Acompanhada do irmão, Thaylon Ravi Silva, contou que levar o familiar para conhecer as instalações é sempre um momento de muita alegria: ”gosto de observar como eles ficam admirados com a grandiosidade das estruturas, das locomotivas, dos equipamentos da Oficina. A ferrovia é um meio de transporte que provoca a imaginação das pessoas”, concluiu. 

Sobre a VLI
A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no País, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). Eleita a melhor empresa de infraestrutura do país pelo anuário Épocas Negócios 360º e escolhida como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar pela revista Você S/A, a VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

Amélia Aranha
AMG Comunicação Ltda. | Jornalista MTB 14.845/RJ | Contato: 55 (98) 3236 6846; 981153013; 981161983  | mariaameliaaranha@gmail.com  | amgjornaalismo@gmail.com

Após reunião nesta segunda (4) com o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes, anunciou a retomada de negociações para um Acordo de Salvaguarda Tecnológica (AST) que permitirá a utilização da Base de Lançamento de Alcântara, no Maranhão, pelos Estados Unidos.

As informações são do Ministério das Relações Exteriores, que diz que a ideia vinha desde o governo de Fernando Henrique Cardoso. As negociações já devem ter início, mas ainda não há prazo final para conclusão.

O ministro Aloysio Nunes esclareceu que a AST é um acordo recíproco que resguarda a propriedade tecnológica e intelectual de ambos os países. A forma como isso será feito ainda está em discussão.

Além disso, segundo o Ministério, o Brasil não perde a propriedade da base de Alcântara, que interessa a vários países devido a sua posição perto da linha do Equador e proporciona economia de combustível para o lançamento de satélites.