O município de Amapá do Maranhão comandado pela Prefeita Tate do Ademar passa por dias difíceis, são muitos os problemas enfrentados pela população, principalmente na sede do município, o titular do blog recebe inúmeras denúncias de descasos em diversas áreas as principais: saúde educação e infraestrutura, segundo denúncias feitas ao blog as ruas da sede desde muito tempo estão em péssimas condições como mostra na foto, a situação só tem se agravado a cada dia que passa, mesmo a prefeitura tendo a disposição de máquinas para fazer a terraplanagem sabe se lá Deus porque o serviço não é feito, e não para por aí na educação o principal problema é a merenda escolar segundo o que alunos da própria rede municipal denunciaram ao blog a merenda escolar que é destinada às escolas não é o suficiente para todo o mês e quando falta a secretária de educação não trata de repor com urgência, já teve ocasiões que diretores tiraram dinheiro do "bolso" para comprar açúcar, café e outros, recentemente recebi denúncia de que um comercialmente teve que ir a uma escola recolher panelas e frigideiras porque a prefeita deu lhe um calote, as problemáticas são muitas, na área da saúde é o sofrimento do povo com a falta de atendimento médico, inclusive a relatos que até agente de saúde está faltando em algumas localidades, no posto do município faltam equipamentos e estruturas para atender a população.

Essa empresa da Razão social L Marques Lindoso, Nome fantasia Restaurante Bom Paladar, Endereço: R Manoel Clodomir Serejo, 115, Letra: A;, Centro, Cajari, MA, CEP 65210-000, um restaurante de comida caseira que funciona na própria residência da proprietária, LINDIANE MARQUES LINDOSO, portadora do RG 000068295396-2 CPF 909.419343-49,  sem capacidade técnica e econômica, com capital supostamente integralizado menos  de  10% do valor da licitação, foi contemplada com um contrato de um milhão cento e trinta mil reais, para fornecimento de lanches para as secretarias de Educação, Saúde e Assistência social.

O Ministério Público precisa investigar para saber para onde está indo esse dinheiro, se creditado na conta do restaurante e depois transferido para uma conta de laranja; requisitar o imposto de renda da proprietária do restaurante e da empresa à receita federal.

Solicitar a base de estoque de materiais e saídas às receitas estaduais; requisitar os extratos bancários dos últimos (12 doze) meses da empresa, da pessoa física e da peso para quem foi transferido o dinheiro após o crédito.

E o Ministério Público deve fazer uma inspeção no restaurante para conhecer e vê a sua estrutura e a sua capacidade técnica e econômica.






“Esqueçam a prorrogação de mandato, não há legitimidade para isto, vocês foram eleitos por quatro anos”.  Avisou o senador Waldemir Moka (PMDB-MS), aos prefeitos durante assembleia-geral da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul).
O Parlamentar também não vê a mínima possibilidade de os congressistas aprovarem eleição para mandato tampão no País. O que há consenso, segundo o peemedebista, é a aprovação de eleições gerais em 2022.
Alguns prefeitos já demonstravam uma certa expectativa em relação a aprovação da prorrogação do mandato, mas o pronunciamento de Waldemir Moka colocou um fim a essa possibilidade. “O que está mesmo definido no Senado é o fim das coligações partidárias nas eleições proporcionais”, acrescentou o senador, referindo-se a disputa pelos cargos de vereador e deputados estaduais e federais. Por outro lado no mês passado, o plenário do Senado aprovou, em segundo turno, o fim das coligações partidárias nas eleições proporcionais.
A matéria agora segue para análise da Câmara dos Deputados. Pela proposta, somente serão admitidas coligações nas eleições majoritárias – para senador, prefeito, governador e presidente da República. Fica assim proibida a coligação nas eleições proporcionais, em que são eleitos os vereadores e os deputados estaduais, distritais e federais.
Moka voltou a defender chamado "distritão", uma das bandeiras discutidas na reforma política. Se a ideia defendida principalmente pelo PMDB prosperar, os parlamentares passarão a ser escolhidos por votação majoritária, como ocorre para os cargos executivos, e quem tiver mais votos, independentemente do partido, entra.

Contra fatos sempre sobram os argumentos, a questão é que a população da pequena cidade Amapá do Maranhão, sofre na pele os desastres administrativos gerados pela atual gestão municipal.

Tatiane Maia ou como prefere ser chamada "Tate do Ademar" (nome registrado na eleição 2016) tem como sombra permanente alguém que já teve oportunidade de administrar uma Câmara Municipal, mas que desperdiçou a oportunidade que lhe foi dada, agora o bastão está nas mãos da esposa como Prefeita do município, que vem mostrando que apesar da ânsia pelo poder, não deverá concorrer ao próximo processo eleitoral, pelo menos é isto que nos corredores da Prefeitura muito se ouve falar. 

Ruas e buracos que se transformaram em um verdadeiro inferno a céu aberto, fazendo por assim dizer, "evaporar" a paciência até mesmo dos mais passivos. 

No início do mandato a Prefeita inventou uma série de desculpas para justificar o atraso nas ações por parte da prefeitura. O lixo e os buracos nas ruas ainda fazem parte da paisagem urbana do município. A buraqueira causa prejuízos e revolta a população. Os lixos, acumulados pelas esquinas, são indícios de que a mudança ficou só no discurso da Prefeita. Os gastos milionários com licitações de festas não resultaram em nenhum efeito e hoje a população paga por um equivoco cometido em aproximados 5 minutos, em 2016. 

O caos vem sendo denunciado a cada matéria pelo meu Blog Joceilton Gomes, onde meia dúzia de “Babões de Aluguel” tentam desqualificar minhas matéria e vendo a cada dia o peito da vaca leiteira indo embora, com a péssima gestão da prefeita Tate do Ademar, Resta saber, se a população de Amapá do Maranhão dessa vez votará de forma coerente, para não ser penalizada por mais quatro anos.
Com essa solução, já são 15 transações disponíveis para os clientes
O Banco do Brasil segue na vanguarda das soluções digitais com uso da inteligência artificial e, a partir de agora, permite que os clientes realizem saques por meio do WhatsApp, sem necessidade de cartão e senha para finalizar a operação.

Para iniciar a operação, o cliente inicia uma conversa pelo aplicativo de mensagens com o número (61) 4004-0001, digitando “saque sem” ou “saque sem cartão”. O chatbot perguntará qual valor do saque e o cliente confirma a operação digitando a senha do cartão. O valor máximo por operação é de R$ 300 por dia (sempre em valores múltiplos de R$ 10).

Feito esse processo, basta se dirigir a um terminal de autoatendimento do Banco do Brasil com o código informado pelo assistente virtual. O código tem validade até às 23h59 do dia da solicitação.

Com essa solução, já são 15 transações que os clientes do BB podem realizar pelo WhatsApp, entre transferência entre contas, recarga de celular, liberação de cartão de crédito e consultas de saldo e extratos de conta corrente, poupança e investimentos, por exemplo. No final de novembro, o BB disponibilizou a recarga do Bilhete Único, a solução de transporte público do município de São Paulo. O serviço via WhatsApp está disponível para todos os clientes. Desde o lançamento do piloto, foram realizadas mais de 220 mil transações.

Inteligência artificial

A solução alia o uso da inteligência artificial, com a prontidão do chatbot. As mensagens são criptografadas de ponta a ponta. Para acessar o Banco do Brasil no WhatsApp, é necessário apenas salvar o telefone [55] 61 4004 0001 no celular e iniciar uma conversa. Quando um serviço de informações, como solicitar um extrato de conta corrente, for solicitado pelo cliente, um código de confirmação será enviado pelo Banco via SMS.

Para as outras transações, os clientes também deverão digitar sua senha. Depois, o cliente receberá uma resposta confirmando a transação, tudo em texto. Se houver necessidade de atendimento humano, o cliente passará a ser atendido por um funcionário do BB.

Chatbot

Desde 2017, o Banco do Brasil utiliza o Watson da IBM, uma solução em inteligência cognitiva, para ajudar os funcionários a resolver os problemas dos clientes. Em agosto de 2017, a tecnologia também começou a ser usada para dar suporte aos pedidos dos clientes no Facebook Messenger. O assistente virtual responde usando uma linguagem natural e aprende constantemente com base nas interações dos usuários.


O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), visitou o governador interino e o presidente interino da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputados Othelino Neto (PCdoB) e Glalbert Cutrim (PDT), respectivamente.

O pedetista, na oportunidade, ratificou com os parlamentares a parceria institucional proveitosa entre os Poderes constituídos em benefício de São Luís e do Maranhão.

Em ambas as visitas, Osmar Filho esteve acompanhado do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, também do PDT, que relatou um pacote de importantes obras que será executado em breve na capital.

Na quinta-feira (16), no Palácio dos Leões, o presidente da Câmara, durante reunião com Othelino Neto, destacou a capacidade administrativa do governador interino, além de elogiá-lo pela forma participativa com a qual vem gerindo a Alema.

“Discutimos a situação de São Luís, políticas públicas a serem implementadas, em parceria do Governo, Prefeitura e a Câmara. A gente se sente muito feliz com o que ouvimos do governador Othelino e do prefeito Edivaldo”, assinalou.

O governador interino agradeceu o apoio dispensado por Osmar Filho e destacou o trabalho que o mesmo vem realizado na Câmara.

“O Osmar é um político jovem, mas que já possui larga experiência. Na Câmara, ele implementou uma dinâmica de trabalho que está sendo reconhecida por toda classe política e pelo povo de São Luís”, disse.
Já nesta sexta-feira (17), na Alema, Osmar também destacou a gestão de Glalbert Cutrim, que vem dialogando com todos os segmentos da sociedade.

“Presenciamos, neste momento, um fato inédito, que permitiu que três companheiros do PDT estejam nas condições de comandantes dos Poderes Executivo Municipal, Legislativo Municipal e Legislativo Estadual. Desejo muito sucesso ao amigo Glalbert”.

O presidente interino da Assembleia agradeceu as demonstrações de carinho e apoios dadas ele por Osmar e Edivaldo.
Duas colisões foram registradas durante a segunda-feira (13) na BR-135, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com a PRF, a primeira ocorrência se deu por volta das 10h40, no km 49 da BR-135, próximo à cidade de Bacabeira, a 58 km de São Luís, quando um ônibus e uma caçamba seguiam no sentido da capital para o interior do estado, e ao reduzir a velocidade devido a buracos na rodovia foi atingido na traseira pela caçamba. O condutor da caçamba teve ferimentos leves.

Já a segunda batida aconteceu no período da noite no km 15 da BR-135, na localidade Pedrinhas, em São Luís, quando o condutor de um caminhão de carroceria fechada perdeu o controle do veículo, foi para a esquerda e colidiu em uma árvore no canteiro central.

Os policiais rodoviários não souberam informar se houve registro de feridos nesta segunda colisão na rodovia que corta o Maranhão. As duas ocorrências foram atendidas por equipes da Unidade Operacional da PRF de Pedrinhas, na capital.