quarta-feira, 18 de dezembro de 2019
Um caso curioso e que requer atuação da Justiça Eleitoral está acontecendo no município de Cajari. Por lá, aliados da prefeita Camyla Jansen Pereira Santos (que se elegeu no PSDB, mas hoje é filiada ao DEM) desde já começaram proliferar vídeos nos quais pedem votos para a gestora municipal, que será candidata a reeleição apenas em outubro de 2020.

Nas imagens, de forma orquestrada os funcionários públicos municipais contratados – muitos deles em seu próprio local de trabalho – declaram voto a Dr. Camyla com direito a fundo musical tipo jingle de campanha e o número da “candidata”, que é o 25.

Os vídeos (assista abaixo) que estão circulando nas redes sociais são uma clara afronta e tentativa de desmoralização contra a Justiça Eleitoral Maranhense, vez que campanha eleitoral antecipada é crime.

Da forma que vem sendo divulgada, não resta dúvida que trata-se de uma artimanha autorizada pela própria prefeita, na tentativa de diminuir a alta rejeição popular.


Banggood a sua Loja

Nova União FM

Salmo do Dia

Facebook

Moeda

Bolsa de Valores

Publicidade:

Elo Internet